A diversidade de drogas sintéticas é um assunto que assusta. Desenvolvidas através de meios químicos, são substâncias cujos princípios ativos não são encontrados naturalmente, ou seja, elas são produzidas e sintetizadas em laboratórios.

Dentre esse tipo de droga está o LSD, que pode provocar alterações físicas e psíquicas no organismo e são alucinógenos.

Neste post, você vai descobrir quais são os principais efeitos do LSD, como a droga age e os danos para quem consome. Confira!

O que é LSD?

LSD é a sigla de lysergic acid diethylamide (em tradução livre: dietilamida do ácido lisérgico). A droga, considerada ilícita no Brasil, também é chamada popularmente de doce, ácido ou papel. Ela é desenvolvida e sintetizada em laboratórios a partir da substância ergotina, encontrada em um fungo que se prolifera em grãos, como o centeio.

Os efeitos do LSD foram amplamente conhecidos na década de 1950, quando a substância foi usada para tratamentos psiquiátricos, além de ter caído no gosto do movimento hippie, que passou a usar a droga com intensidade.

Como é feito o consumo do LSD?

Em relação à aparência, a droga não possui aroma e nem sabor. Geralmente, o consumo é feito por via oral: a substância é aplicada em um papel parecido com pequenos adesivos e colocada na boca, embaixo da língua. Além disso, o LSD é encontrado em gotas.

O consumo da droga acontece com frequência por jovens em festas, sendo facilmente encontrada em baladas de música eletrônica, já que as alucinações são estimuladas pela batida e pelo jogo de luzes desse tipo de festa, o que potencializa os efeitos do LSD na questão sensorial.

Como o LSD age no organismo?

Já se sabe que o LSD afeta o sistema nervoso e provoca alterações no cérebro. A substância age em sistemas neurotransmissores, como o serotononérgico, inibe a atuação de neurônios e é capaz de alterar todos os sentidos.

O LSD conta com uma estrutura semelhante a da serotonina, neurotransmissor muito importante para a regulação de sensações como humor, sono e bem-estar, ativando uma parte do sistema serotoninérgico e desregulando essas sensações.

Quais são os principais efeitos do LSD?

Para identificar um usuário de LSD, é importante conhecer os principais efeitos ocasionados pelo consumo da substância, tanto físicos quanto psíquicos. Os principais sintomas físicos, são:

  • pupilas dilatadas;
  • aceleração da frequência cardíaca;
  • calafrios;
  • falta de apetite e sono;
  • aumento de temperatura do corpo;
  • tremores;
  • boca seca;
  • vômito.

Já entre os principais sintomas psíquicos, estão:

  • alterações sensoriais;
  • alucinações;
  • delírios;
  • estado de alerta;
  • perda da noção de tempo e espaço;
  • sinestesia;
  • humor oscilante;
  • onirismo.

Quais são os principais danos do LSD no corpo?

Os efeitos psíquicos são extremante preocupantes quando o assunto é o LSD. É comum que o consumo leve o usuário para quadros de ansiedade, pânico e alucinações, que podem gerar graves consequências, acidentes e fatalidades.

Também existem relatos que apontam para o desenvolvimento de “flashbacks”, situação na qual quem consome a droga com frequência apresenta os efeitos mesmo sem fazer uso dela.

Os efeitos do LSD são nocivos e podem durar até 12 horas. Alguns especialistas explicam que a droga pode não causar dependência, mas o uso frequente faz com o usuário aumente cada vez mais a dose, o que pode desencadear situações mais graves, como quadros de psicose e depressão.

Por esse motivo, ficar afastado do LSD é uma atitude que preserva a vida, o corpo e, principalmente, a saúde mental.

Para saber mais informações sobre a atuação das drogas no organismo e como lidar com questões como essa, assine a nossa newsletter!

2 respostas a “Entenda os principais efeitos do LSD no organismo”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *