O abuso de drogas é um problema que afeta o usuário e interfere diretamente em sua vida e na dos familiares mais próximos. Para conseguir abandonar o vício, existem opções de tratamentos muito eficazes, como a terapia em grupo para dependentes químicos.

Considerada uma alternativa muito importante para a recuperação do usuário, a prática faz com que quem é viciado em drogas troque experiências com outras pessoas na mesma situação

Você já ouviu falar desse tipo de terapia? Veja neste post como ela funciona, sua importância para o enfrentamento da dependência química e seus principais benefícios!

O que é a terapia em grupo para dependentes químicos?

A terapia em grupo é uma forma de tratamento que tem como foco lidar e prevenir distúrbios de quem precisa de suporte para atravessar algum momento difícil ou fraqueza, como a dependência química.

No caso de quem tem problemas com drogas, a terapia em grupo é uma técnica utilizada em clínicas de reabilitação. O foco da terapia é fazer com que os dependentes tenham consciência sobre si mesmos, percebam que há outras pessoas com problemas muito parecidos, às vezes piores, e que eles não estão sozinhos.

Desta forma, o objetivo é que os pacientes sejam impactados pelas conversas, pelas histórias dos outros e mudem o comportamento em relação às drogas. Conversando sobre suas principais dificuldades, eles são condizidos a se avaliarem para que possam entender que existem alternativas e que cada indivíduo é único e capaz de lidar com a dependência para se desprender dela.

Como funciona a terapia em grupo para dependentes químicos?

Geralmente, a terapia é conduzida por um psicólogo que acompanha o grupo, define os objetivos dos encontros e promove uma dinâmica de conversas e trocas. Cada indivíduo tem espaço para ser ouvido, contar suas metas e o que pretende com a prática dos encontros e seus maiores desafios para sair das drogas.

O profissional também tem como responsabilidade ser o mediador dos encontros, evitar que o assunto saia do foco e estimular que as conversas sejam saudáveis e proveitosas. Quem conduz a terapia também fica aberto e disponível para conversas individuais, com o objetivo de ajudar o dependente químico no processo.

É uma atividade que mantém uma certa regularidade e pode ser oferecida, além das clínicas especializadas, por iniciativas sociais e órgãos públicos.

Qual a importância desta técnica?

A terapia em grupo para dependentes químicos se destaca por ser uma fase muito importante para a recuperação do usuário, pois desmitifica o problema do vício, faz com que ele perceba que é uma questão enfrentada por outras pessoas e que ele é capaz de lutar contra a dependência e vencer.

Quais são os principais benefícios da terapia em grupo?

As vantagens de participar da terapia são muitas. Abaixo citamos as principais.

Contato interpessoal

Aproximar o usuário de outras pessoas com histórias semelhantes, dar a oportunidade para que ele conheça outros casos e, principalmente, fazer com que perceba que todos têm algo em comum são os benefícios mais significativos.

Espaço para escuta e compreensão

O depende químico encontra na terapia um momento para ser ouvido e compreendido sem julgamento. Seus problemas podem ser abertos, e ele encontra um ambiente no qual se sente seguro e confiante para falar sobre suas dificuldades sem medo ou vergonha.

É importante destacar que a terapia em grupo para dependentes químicos é uma prática que pode ser associada a outros tratamentos de recuperação e proporciona resultados bastante significativos na reabilitação.

Que tal incentivar quem precisa a participar de técnicas como essa? Você pode começar compartilhando este post nas suas redes sociais. Compartilhe e ajude!

Um comentário sobre “Por que a terapia em grupo para dependentes químicos é importante?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *