Que os entorpecentes químicos são maléfico para a saúde humana e podem trazer impactos para o psicológico e afetar o convívio social das pessoas, ninguém duvida mais. No entanto, algumas drogas específicas agem de forma ainda mais devastadora e podem ter efeitos no pós-consumo, mesmo em momentos de sobriedade: é o caso do LSD flashback.

Para explicar melhor o que é esse efeito da droga e quais as suas principais consequências na rotina de um usuário, preparamos um post exclusivo sobre o assunto com informações úteis de como buscar uma saída para esse caso.

Se você quer saber mais e entender como é possível ajudar ou evitar esse tipo de problema em sua família, não deixe de ler o post até o final e se informar!

Afinal, o que é o LSD?

A sigla LSD vem do alemão Lysergsäurediethylamid, que traduzido para o português significa o famoso ácido lisérgico. A história da droga envolve uma série de polêmicas e mistérios, tendo em vista que ela foi criada em laboratório para fins de pesquisas medicinais.

Porém, ao descobrirem que a tal fórmula, na prática, causava alucinações e sensações psicodélicas, o LSD saiu do controle dos laboratórios e se tornou mais uma droga de lazer e diversão nos grandes centros urbanos. Hoje, é muito fácil encontrá-la em festas e bares do mundo inteiro e o acesso dos jovens é algo preocupante.

E o que é o LSD flashback?

O LSD em si pode causar diversos efeitos colaterais, entre eles alucinações, visões muito coloridas, sensações de entusiasmo e felicidade constante, sensibilidade ao toque e desorientação.

Seus efeitos podem demorar horas para passar e, por isso, é muito consumido em ambientes de festas e de música, já que duram praticamente a noite inteira e a sensação é de uma falsa diversão.

No entanto, o problema está justamente no pós-consumo, pois os impactos do entorpecente no organismo não são nada bons, podendo, inclusive, desenvolver uma dependência química. Entre todas essas consequências, há ainda um efeito quase exclusivo e particular desta droga: o LSD flashback.

Na prática, as pessoas “revivem” lembranças e momentos dias depois de consumir a droga. Ou seja, isso pode vir a qualquer hora do dia e lugar de sua rotina, como no trabalho, em casa ou em um encontro, por exemplo.

Isso prova que o LSD permanece no organismo e pode trazer consequências futuras, mesmo que a pessoa não esteja, necessariamente, consumindo a droga naquele momento.

Quais as consequências do LSD flashback?

Além de reviver sensações mesmo sóbrio, os impactos do LSD no corpo ao longo do tempo podem ser drásticos e difíceis de serem tratados pelos usuários. Para se ter uma ideia desses malefícios, destacamos uma pequena lista de possíveis efeitos da droga:

  • dependência química;
  • transtorno perceptivo persistente;
  • alucinações constantes;
  • medo;
  • depressão;
  • psicose;
  • crise de ansiedade;
  • sinestesia.

Essas são apenas algumas consequências atreladas ao efeito do LSD flashback. Por ser uma droga, que se camufla como forma de prazer e diversão, ela pode trazer problemas sérios e muito tristes para qualquer família.

Uma vida sem drogas, sem dúvidas, é o caminho mais correto e prazeroso para qualquer pessoa. Se você perceber que algum ente querido entrou nessa, não perca tempo e busque suporte profissional antes que seja tarde demais.

Gostou deste conteúdo? Então, compartilhe-o em suas redes sociais e ajude outras famílias a também evitarem esse mal!

lsd flashback

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *