Para a Organização Mundial da Saúde (OMS), o consumo de substâncias químicas lícitas e ilícitas tem sido uma das maiores preocupações do século passado e deste, pois mais de 500 mil pessoas morrem todos os anos por causa de doenças causadas por drogas, overdose ou outros motivos.

Independentemente de serem lícitas (bebidas alcoólicas e cigarros) ou ilícitas (maconha, LSD, crack, cocaína, heroína, entre outras), elas causam males ao organismo dos dependentes químicos e são responsáveis pelo surgimento de enfermidades.

Neste post, listamos 4 doenças causadas por drogas. Confira!

Como o uso de drogas favorece o surgimento de doenças?

Como dissemos, o uso de drogas provoca uma série de doenças, como desnutrição, lesões cerebrais, endocardite, insuficiência renal, enfermidades respiratórias e infecciosas, distúrbios comportamentais, enfisema pulmonar e infecções sexualmente transmissíveis (seja por relação sexual, seja pelo compartilhamento de agulhas contaminadas).

No entanto, sua gravidade dependerá do tipo de enfermidade, do tempo e da quantidade de droga ingerida. Mas sabemos que a doença tende a agravar com o uso prolongado, pois ela vai debilitando o organismo das pessoas. Normalmente, elas aparecem após alguns meses de consumo e são acompanhadas de alterações comportamentais.

Sendo assim, é importante identificar se a pessoa está dependente da droga, a fim de intervir e prevenir doenças e a overdose, que é outro problema bastante sério. Com o tratamento adequado, o indivíduo poderá retomar seus projetos e viver com mais qualidade.

Quais são as doenças causadas por drogas?

Conheça, a seguir, algumas das doenças causadas por drogas mais comuns!

1. Distúrbios comportamentais

As drogas podem causar depressão, euforia ou perda do sentido da realidade, conforme sua ingestão, pois algumas têm efeitos estimulantes, depressores ou provocam distúrbios no sistema nervoso.

Por exemplo, as que são estimulantes como o crack e a cocaína provocam, em um período curto de uso, euforia, excitação, redução do sono e do senso de realidade e descontrole emocional.

Por outro lado, as que são consideradas depressoras (heroína) trazem aumento do sono, sensação de calma exagerada, diminuição dos reflexos e do raciocínio. Já as que atingem o sistema nervoso como a maconha, o ecstasy e o LSD provocam alucinações, alteração da percepção do tempo e do espaço e delírios, por isso são consideradas alucinógenas.

2. ISTs

Hepatite B ou C, sífilis, HIV, entre outras, são infecções sexualmente transmissíveis (ISTs) relacionadas com o consumo de drogas. O risco de contrair uma ou mais dessas doenças é aumentado pelo uso abusivo de substâncias químicas. Isso acontece porque os dependentes, quando estão sob o efeito delas, diminuem seu senso de proteção devido à alteração da consciência.

3. Endocardite infecciosa

A endocardite infecciosa é provocada pelas ISTs ou uso de agulhas contaminadas por bactérias. Ela é uma inflamação do tecido que reveste o coração, assim, as válvulas cardíacas ficam comprometidas. Há um aumento do tamanho do coração, o que dificulta a passagem do sangue e provoca outras complicações, como AVC e embolia pulmonar.

4. Enfisema pulmonar

No enfisema pulmonar, há uma perda da elasticidade e destruição dos alvéolos devido ao consumo excessivo do cigarro e de drogas ilícitas, como o crack e a cocaína. Suas partículas de pó entram pelas cavidades pulmonares obstruindo a troca gasosa e a respiração, além de provocar tosse e falta de ar.

Quando a saúde é afetada por causa do abuso de entorpecentes, é fundamental buscar ajuda médica para realizar uma avaliação. Assim, será possível descobrir se o dependente contraiu alguma das doenças causadas por drogas. Mesmo que não as tenha contraído, é preciso seguir com o tratamento contra a dependência química para se livrar de vez do problema.

Achou o post relevante? Se sim, aproveite e conheça, agora mesmo, as 5 drogas mais usadas no Carnaval e procure ficar longe delas!

SITE: www.grupoclinicasexodos.com.br

FONE: (11)96474-1518

2 respostas a “4 doenças causadas por drogas: confira nossa lista!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *